segunda-feira, 10 de outubro de 2011

-

a gente guarda um mundo inteiro do lado de dentro, e não importa o quão bem vividos sejam os nossos dias, sempre falta uma curva pra dobrar, um caminho contrário pra descobrir. a gente vive uma vida toda percorrendo um mundo enorme, e buscando outros, querendo sair de um pro outro sem se dar conta das peculiaridades e pessoalidades guardadas em cada um deles. é, talvez, desnecessária a parada em pontos comuns, em retas eternas. sempre falta uma esquina pra dobrar, e, de vez em quando, o final dela encontra o caminho do outro. a estrada agora tem duas mãos, e é mais agradável atravessar.

4 comentários:

Diana disse...

Engraçado eu ler isso hoje..
Durante a semana que passou foi nisso que eu pensei todo tempo, temos tantas possibilidades, inumeras, mas recusamos, poucos atravessam.

Ana Andreolli disse...

lindo? fabuloso?
assim, adorei!

Soraia Loureiro disse...

gostei *

Alan Félix disse...

Fiquei um tempo afastado, e senti falta de ler você. Adoro sua suavidade ao falar do amor, esse amor vivido, sentido e exposto.