quarta-feira, 22 de junho de 2011

-





A gente sente mais do que consegue guardar, quase sempre. E transborda pelos olhos, pelos poros, ou enche o porão da alma, estica as paredes à força, fecha as portas, as janelas, que é pra gente esquecer que tem algo ali. Mas a gente sempre lembra, de um jeito ou de outro, querendo ou não. Alguma hora a gente abre as cortinas que escurecem o porão de dentro de nós, nem que seja pra procurar as partes que deixamos pra trás quando ainda não havia motivo algum pra se reconstruir. porque é preciso procurar no fundo da gente o que, por tanto tempo, precisou ser esquecido, mas que, no final das contas, faria um bem maior do que esperávamos.

7 comentários:

Niel disse...

"A gente sente mais do que consegue guardar, quase sempre. E transborda pelos olhos, pelos poros [...]"

Lindo, lindo =)

As palavras que não conseguimos guardar podem se tornar versos sinceros, poesia, afeto...

Dhalia Nogueira disse...

lindo!

Priscila Rôde disse...

Sim, Mari. Às vezes é preciso e, para alguns, doído!

Beijo, Poetisa!

Renata disse...

Eu sinto mas eu guardo, porque tenho medo de todo esse negocio de deixar sair. O que sai pode não voltar, e eu não sei mais viver sem a minha bagagem.

Gislaine Fernandes disse...

É preciso uma hora ou outra abrir-se...Procurarmos no fundo de nós o que realmente somos e queremos...sempre falo que volta e meia temos que tomar um banho de chuveiro de dentro pra fora...
beijossss

Amanda Romero disse...

Oi =) pra quem não lembra eu sou a Amanda Romero do Keep Breathing e estou reabrindo o blog. Fiquei um tempo sem escrever por falta de tempo, mas quem escreve sabe que quando não se coloca essas palavras pra fora a mente vira um furacão.
Tem post novo (http://amanda-romero.blogspot.com/2011/06/o-problema-voce-nasce.html)
e se gostar da uma olhadinha no resto do blog =) http://amanda-romero.blogspot.com/

Obrigada.

/Teu blog é um dos que eu mais adoro. Nunca parei de ler. Ler aqui é tão confortável e macio... As coisas fluem devagar, de leve...
Parabéns.

Má Midlej disse...

pecado é deixar isso passar.