quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

(con)fusão.

O excesso de amargo foi o que causou o doce
e a confusão de pensamentos renovou-se,
tratou de criar mais e mais pra embaralhar
de volta todos os sabores trouxe.
fingi não me importar com o gosto
que havia sido causado pelo desgosto
da poesia cheia de lágrimas secas
que não sabiam escorrer pelo rosto.
e sentindo em todos os sentidos
tocando com todos os toques
todos os significados da gramática
mil pra cada pequena palavra.
porque agora sinto bem
o que seria sentir mal,
sentir-se mal,
ah, destino, o quão mau és?
foi e voltou,
tentando provar existir
e como fico eu,
que ainda não sei resistir?
vou insistindo em sentir
as pontas das estrelas
tocarem nas pontas
dos meus pés.
e não sei se são quentes ou frias
pois também não existem, de fato
só dentro da minha poesia,
saída de um choro insensato.
e agora os olhos ardem
de tanto insistirem vazar
a alma cheia de buracos
e grito que não quer calar.
levo as mãos à boca
unha roídas até demais
vencidas por todo o cansaço
de alcançar pouco, esperar mais.
mas é assim que funciona,
como seria então
se fosse fácil ter todas as coisas
na palma da sua mão?
agora é assim
tudo se transformando
confusa fusão
até a poeira ir baixando.

mariana andrade*

20 comentários:

Islla Lopes disse...

"mas é assim que funciona,
como seria então
se fosse fácil ter todas as coisas
na palma da sua mão?
agora é assim
tudo se transformando
confusa fusão
até a poeira ir baixando.."

Assim, me matou. Lindo e absoluto como sempre meu amor.

Marcelo Mayer disse...

pq o homem é de natureza já frustrado. nossa felicidade ´´um tiro no pé

Fernanda disse...

não sei se vc já estudou o periodo barroco de literatura...mas seus textos tem muuitas caracteristicas dele.nem conheci o blog,por causa do layout,fofo ele=)

Priscila Rôde disse...

"como seria então
se fosse fácil ter todas as coisas
na palma da sua mão?"

Tão frustrante quanto não consegui depois de ter lutado tanto.

''Tay' disse...

Adorei o texto.
Você escreve muito beem.

bjus =*

Mariah disse...

seus textos são maravilhosos!

Mais um imundo no mundo impuro. disse...

Mar e Ana é sempre assim? Se for quer casar com mim?

Brincadeiras a parte gosto muito daqui, a vida é sempre assim "com fusão'

FatoSempalavras. disse...

Anjo. vc é e está cada dia mais sensacional. Mesmo se eu tentasse me espelhar em vc, seria impossível, lhe vejo num grau muito acima, muito além de muitos que leio.

Vc é demais.

Lindas palavras, fez a minha alma chorar e o meu coração gritar!!!

Incontáveis abraços, meu anjo.

Diego Morais disse...

"dentro da minha poesia,
saída de um choro insensato."

A poesia vem de onde menos se espera.
Parabéns.
Lindo poema.
:)

Hosana Lemos disse...

"foi e voltou,
tentando provar existir
e como fico eu,
que ainda não sei resistir?"

belíííssimo, fantástico!
Adorei...me vi em cada letra.

Ariane Figueira disse...

Adorei, perfeito como sempre.
Feliz natal mari, bjs.

'Ariane .( lla Belle )' disse...

Adooooreeiiiiii, muito lindo!

E feliz Natal

Fred Matos disse...

Mariana,
Não obstante a minha implicância com o uso comercial do "espírito natalino", não tenho como escapar da influência que a data exerce sobre o meu emocional que ainda teima em crer que a humanidade não é caso perdido e que podemos construir um mundo mais justo, sem violências e sem preconceitos. Em suma: sou um ingênuo assumido.
Sendo assim, é inevitável que venha para deixar os meus votos sinceros de que você tenha um feliz natal e que o ano novo não seja apenas uma nova página no calendário, mais um marco de mudança que inaugure uma nova era de paz e felicidades para todos e que possamos realizar todos os nossos melhores sonhos e projetos.
Felicidades.
Beijos

A beibe disse...

O desgosto tem gosto amargo, né?

Jogo de palavras de embasbacar, mari. Haha

lindo.

Feliz Natal, tudo de bom pra ti e pra sua família, viu? Muitas bênçãos do Pai.

beijos

Felicidade Clandestina. disse...

Tens uma certa magia com as palavras mesmo neh (:

LINDO demais!

ticoético disse...

e direi o qUê? ora,bela pérola literata.
abraço e feluza natal

Tania Girl disse...

Oiiiii!!!
Perfeito, perfeito, perfeito!!
Fico sempre sem palavras depois de ler poesias tão lindas!!!
Você tem talento, em???
Suas poesias são sempre perfeitas... eu adoro lê-las....
Bjocas

disse...

UAU

Marcelo disse...

aqui em porto alegre ta todo mundo derretendo, e no literal...

ta ruim tchê!

Erica Ferro disse...

A poeira sempre baixa.
E tua poesia sempre linda.