segunda-feira, 6 de julho de 2009

Impermeável.

Sempre fui do tipo fria demais. Não me preocupava muito com o que as pessoas pensavam da minha vida. Podia morrer alguém do meu lado, mas pensa que eu chorava? Não, o máximo que eu fazia era dar um grito do tipo "OOH GOD!"(greys anatomy ♥) e chamar ajuda. Não, eu não estou exagerando - apesar de nunca ter morrido alguém do meu lado, mas enfim..
O que eu quero dizer é que, se por acaso eu resolvesse não ser mais um ser humano, seria algo impermeável. Algo que, independente de sua aparência frágil, conseguisse aguentar qualquer insulto, qualquer coisa que a provocasse.
Não gosto de levar desaforo pra casa, mas também não sou de partir pra ignorancia. Se as coisas não puderem ser resolvidas na conversa - democraticamente haueaheuh - então não são agressões que vão colocar as coisas no lugar.
Sim, eu escrevi o texto no pretérito. Até porque muita coisa mudou dentro de mim. Hoje eu sinto coisas que, anteriormente, chegava a abominar. Hoje eu sinto o mundo como ele é. Não quero me trancar em uma porta qualquer. Não quero um esconderijo. NÃO QUERO! Eu quero poder mostrar o que sou. Quero expressar quem eu sou.
E quer saber de uma coisa? Eu acredito sim naquele ditado que diz que "água mole em pedra dura tanto bate até que fura".
Uma hora o duro, o frio, se torna fraco, talvez até vulnerável.
Não posso dizer que sou permeável agora, porque minha essência continua a mesma. Mas estou amolecendo. Sim, estou ficando melhor. Ou pior. Depende do contexto - e da opinião de cada um.


Agora, seguro algumas coisas, e outras eu compartilho.

Minhas lágrimas eu deixo livre.
Elas saem pelos pequenos poros que existem em mim.
E vão.
Simplesmente escorrem.
mariana andrade*

3 comentários:

evelyn andrade disse...

que linda, a xuxuzete crescendinho :) hahaha mari linda, é normal mudarmos e tudo, mas saibas que pra mim sempre foste, és e serás uma flô de fromosura. haha sem brincadeira. às vezes me desespero e não gosto de ler certos textos teus, escreves muita coisa que só deveria ser pensada daqui a anos, e, sinceramente, é o que te aconselho. existem coisas pra cada hora, a tua hora de pensar muito mais na vida vai chegar, e depois só piora.. hahaha é o que dizem. em todo o caso, sejas sempre tu mesma. isso é o que importa, esse negócio de se mostrar pro mundo é balela. sejas tu mesma, cuides bem de quem te cuida e tenhas amor na alma. eu te amo muito. beijos da tiaaaaaaa ui uahauau ;***

evelyn andrade disse...

ps: foi uma carta.

k. alonso disse...

ah obg amor *-* não te acho louca não, eu sou assim também kkkk eu fiz o que voce me falou e agora estamos bem :D kkkkk obg mesmo, o seu blog também é lindo :) sabe, eu era igual voce e também amoleci. eu acho que esse é um processo pelo qual todos nós passamos, é o amadurecimento :)