segunda-feira, 25 de julho de 2011

the night sky



o tempo não espera. leva a gente arrastado, corre contra ele mesmo, muda o ritmo dos ponteiros do relógio. a vida não segue conforme o tic-tac constante, que contrasta com o silêncio das madrugadas em claro, do sonho de olhos abertos e de todo o resto que se deseja todos os dias. mas é assim, e é certo. o que é pra ser, sempre é. sempre. é verdade que a vida, de vez em quando, volta. quando é necessário, volta. a lembrança fica, o futuro reuni, reconstrói e inclui mais e mais. a gente precisa esperar. a gente precisa acreditar. é preciso, entende? que ainda tem vida na gente. tanto fora quanto dentro. que a paisagem externa só muda quando a interna resolve que rumo tomar. e, sabe, é exatamente isso. falta pouco pra acordar, sei que falta. só acho que a gente precisa enxergar o que ainda existe. e o que será ainda melhor quando existir de novo.

"And i will be set free
 from the people who are trying to bury me.
 And then only fireworks will light the sky at night,
for all the world can see"

4 comentários:

Oliver disse...

Muito bonito, Mariana. Lembra muito uma frase que o Caio F. disse. Beijos =)

Thalita Souza disse...

E tudo muda conforme o tempo,o relógio imprevisível da vida ..

Fernanda disse...

As vezes amo o tempo, e as vezes odeio. Lindo texto!!

Stella Rodrigues disse...

O relogio ninguém para, mas os momentos você tem que ser esperta pra não deixar passar