quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

pra todas as almas que fizeram da minha o que ela é hoje.


eu costumava olhar a madrugada chuvosa pela janela do quarto,
enquanto ouvia a voz mais bonita
rindo das minhas besteiras e particularidades ao telefone.
eu sempre falava mais.
sou assim só com quem gosto: falo sem parar.
conto cada detalhe do dia, e, se esqueço de alguma coisa,
começo a rir sozinha quando lembro, mesmo que o assunto já seja outro.
sempre havia algo realmente bom pra contar.
e faz tanta falta...
é raro quem goste das coisas verdadeiramente boas, por incrível que pareça.
e isso também faz falta.
é um fato: não vai passar.
tem coisas aqui dentro que não podem passar.
e não, não adianta o que digam.
eu posso não saber de muita coisa,
mas sei bem do que vive em mim.
e em quem quero viver.
aquela rotina trazia tudo o que era necessário.
e também faz falta.
todos os que comigo compartilhavam
os mesmos amanhãs sonhados
fazem falta.
o cheiro da chuva depois do almoço
e a música que tocava na rádio após ela.. 
a gente sempre reclama de tudo
mas, ainda assim, faz falta.
o almoço do dia de domingo
e as coisas importantes só pra mim
e pra gente.
pra todos nós
que queríamos algo mais
que acreditávamos
e, espero,
ainda acreditamos em coisa melhor.
cada detalhe daquelas tardes
e até a pouquissima liberdade
não serão substituidos.
e não me importo, queridos,
se acharem tudo isso balela
e coisa de criança.
mas é assim.
só a gente sabe o que a gente é
e ninguém pode ser pela gente.
e eu ainda me pego relendo
cada papel arrancado do caderno
cheio de frases que só tinham sentido
pra cada um de nós,
que prometemos um pro outro
fazer cada um daqueles dias
ser completamente sentido
completamente vivivo.
e como pode
tudo isso não fazer falta também?
passou da hora de abrir os olhos
de olhar pra dentro
de sentir com a alma inteira
de querer com a alma inteira.
é tudo tão rápido..
que diferença fará se cada minutinho não for
vivido com a intensidade necessária?
e a gente sempre reclamava..
mas o pouco era bem mais
do que a gente esperava.
e esse pouco que era muito
não vai morrer.
nem aqui
nem aí.
a gente não sabe crescer sozinho.
ouvi isso hoje mesmo.
e toda aquela entrega
não acabou.
que continuemos como antes:
querendo a plenitude da alegria trazida
pelas coisas que podem não ter nenhum valor pros outros
mas, que se alguém tirar da gente...
tudo fica sem a menor beleza.
que continuemos como sempre:
acreditando.

8 comentários:

emannu disse...

Tuas palavras sempre foram e sempre serão as minhas,
já faz algum tempo que eu ignoro as opniões das pessoas sobre nós dois, e eu sinto muita saudade do teu sorriso, do teu abraço e do teu beijo,
mas tem uma coisa que apesar da distância eu continuo sentindo bem de perto, aqui dentro de mim, o teu amor. E te garanto que eu to retribuindo bem, e isso nunca vai passar.
Não fique insegura,
Eu vou estar na sua porta,
Eu vou estar sempre esperando por você, e no fim de tudo, vai ter valido muito a pena, eu te amo demais, clone s2

Anônimo disse...

Belo texto mari : ) quase chorei, heuheu

Daniel disse...

simplesmente emocionado. adorei mari.
queria ter essa inspiração que tens ou descobrir a fonte dela
by: Daniel p.f

ticoético disse...

O teu escrito cai bem em muita melodia,eu fico maravilhado e abestalhado ao mesmo tempo de ver e sentir,talvez e em parte,a sua percepção de vida e dos belos pequenos momentos que a formam,formando consecutivamente a nossa alma,enfim,é lindo,és bela.

Abraço e sorte !

não se perca (:

Márcia Amaral disse...

SIM, FAZ FALTA, TUDO, CADA MUSICA TOSCA, CADA PARODIA E CADA TEXTO FAZ FALTA, E VOCE, MARI, VOCE SEMPRE VIVERÁ NOS NOSSOS CORAÇÕES, COMO HOJE, QUE EM CADA FRASE QUE FALAMOS, TINHA UM " SE A MARI ESTIVESSE AQUI...", E ATE MANDAMOS O RAUL PARAR PQ SE NAO NAO DA!
VOCE FAZ FALTA
E EU TE AMO MT
D+++++++++++++
FOI MEU RECADO TOSCO
E COM CAPS PRA CHAMAR ATENÇÃO
EU TE AMO, MT

Márcia Amaral disse...

um beijo, um cheiro e cócegas!

Márcia Amaral disse...

by: Daniel p.f < daniel pinto furtado

absinthe disse...

chorei desde o momento em que vi o snoopy e o woodstock.
o que passa, em verdade, é o que sobra e não faz falta. de resto, fica guardadinho só esperando pra poder explodir em risada.
eu te amo enlouquecidamente.
estou contando os dias.