quarta-feira, 1 de setembro de 2010

tu, poeta.

é que o que se quer
e o que se tem
é a poesia do beijo
versado

ora corrido
ora ritmado

mas com a rima implícita
nas entrelinhas do enlace
de duas almas

em uma só
porém nunca só


a poesia
em imensa prosa

onde o fim
seja o eternizar

mariana andrade*

12 comentários:

Erica Ferro disse...

"...a poesia
em imensa prosa

onde o fim
seja o eternizar..."

Ai, Mari. Ai, Mari!

Tu me matas, me faz suspirar com essas tuas poesias.

Tu... TU és uma poetisa!

Beijo.

Natália disse...

Quanto tempo não vinha aqui.
Como sempre, com poucas palavras, fala tudo. beijo

Daiana Costa disse...

Tudo que é bom, tem de sempre a melhorar. Eu vejo a sua evolução com os olhos de quem voltou de uma longa viagem.

Parabéns.

evelyn.andrade disse...

coé? gostei disso. falow, brother

Priscila Rôde disse...

Sim, sim. Uma Poetisa!
Coisa linda de ler!!!!!!!

"a poesia
em imensa prosa

onde o fim
seja o eternizar"

Mais um imundo no mundo impuro. disse...

Onde o fim seja o
Eternizar...
Nizar...
Zar...
...

Sua poesia faz eco na minha mente, que toda minha alma sente.

Beijos Imundos

Bell Souza disse...

Ainda não conhecia seu blog!!! Passei para te convidar a participar da Edição Poemas/Poesia do projeto Bloínquês. Você tem muito potencial. beijos

Juliana Dias disse...

Poemal lindo!

Que Deus abençoe as rimas!


Passa lá no meu blog depois!

Pérola Anjos disse...

E onde há poesia, há eternidades...

Lindo o teu cantinho e a poesia que brota em ti!

Beijos!

Gabriela Andrade disse...

Sua poesia é simplesmente linda! Curta, porém com entrelinhas tão longas quanto textos enormes. Bjs. (:

Gislaine Fernandes disse...

Simplismente lindo!
beijos

Taynara G disse...

és uma poetisa de corpo e alma ,não tem como não ti admirar *-*

'' a poesia em imensa prosa onde o fim
seja o eternizar ''

cada dia mais madura ,cada dia mais poeta ,tens muito pontecial pra isso ,valorize que concerteza vais alem !bjs e saudades :/