segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Sobre (des)saber.

Quando devagar vieste chegando perto, pensando que poderia assentar-se ao meu lado, o medo voltou e eu afastei-me. Não sabia bem das tuas intenções. Afastei-me. E fui-me embora sem saber porquê.
Tu me soubeste em demasia, sempre.Eu nunca me soube, porque não quis. Porque tenho medo de que me saber demais acabe fazendo com que eu me perca em mim. Então nem pergunto, para não ter chances de me descobrir. Só quando a pergunta é correta, ao meu ver. E do que é correto eu bem o sei.
E do erro? Santo Deus! Deste não quero lembrar. Sei que o sei somente em partes, que já bastam para errar. E tu vives me dizendo que eu sei, e sei de tanto que erro em não saber de mim. Mas acho melhor assim. Se o erro não conhecer, não terei errado, então. Se erro em não me saber, e este erro não o sei, sigo assim, na quietude, o que tenho a perder, meu bem?
Eu o perco? Ora, então aberta a porta está. Saia logo e eu fico em paz, sem saber e nem errar. Mas bem que tu podias desconhecer-te também. Quem não se sabe não erra, não peca, só se faz bem. Não tem perguntas insanas, nunca se perde, nunca se engana.
E tu, por não ter achado pergunta correta a fazer, e por coisas demais sobre mim saber, foste embora sem entender porque eu não mais quero nada saber.

Falta de coragem, apenas.

mariana andrade*

P.S.: Obrigada pelos comentários de vocês lá no Reticencio-me, queridos (: beijo grande :*

31 comentários:

.justlow disse...

Oi ti achei no blog de uma amiga minha , adorei seu cantinho e gostaria de segui-la, te convido para que venha conhecer meu blog , e me seguir tbem assim poderás ficar antenada com as minha vida meia maluca
bjos da lowkita ;*

Erica Ferro disse...

Ah, Mari... É chato dizer que você escreve LINDAMENTE e PERFEITAMENTE bem?
Porque eu já disse isso TANTAS vezes.
Sério, bicho, que texto mais perfeito, mais sábio e POÉTICO.
Ah, para... Para, que tu és uma poetisa, uma linda poetisa...
Ah, adoro muito os seus textos, você e toda a sua poesia.

Um beijo.

Fernanda disse...

a falta de coragem as vezes faz a gente não ser feliz...por isso as ezes é reciso jogar o medo na primeira lixeira que encontrarmos...

Tania Girl disse...

A falta de coragem pode ser um grave problema e trazer consequencias...
Seu texto como sempre, lindamente perfeito... adoro o jeito que voce escreve... amo visitar seu blog, é bom demais!!!
bjocas

Erica Vittorazzi disse...

Ah, mas quem não erra, nunca aprende!
Viver com medo, é viver pela metade!!

Adorei o post!

Beijo

Mais um imundo no mundo impuro. disse...

medo - palavra não grata quando se sente.

FatoSempalavras. disse...

Subliminaaaaaaaaaaaaaaaaaaar!!!!

Parabéns, meu anjo.

Mas a medo de perder, tira a vontade de ganhar...nunca esqueça disso.

Vc tem um dom com as palavras indescritível. Me ajoelho para ti perante tanta inteligência e sensibilidade.

Incontáveis beijos em seu coração.

Priscila Rôde disse...

Falta de coragem, apenas.
O mais importante - vale ressaltar.
Você foi maravilhosa,
vou repetir isso muito ainda, rs.

Alan Félix disse...

Falta coragem para muita coisa.

Eu carrego algumas covardia.

Piie'tra disse...

O medoo de errar quando já se esta errado, quando pretende se prender a uma crença de que saber irá tentar, que prender-se numa caixa onde só você entra é solução. O medoo é um sentimento defencivo que usarás com moderação e não irá abusar em doses exageradas...

Layra disse...

Há aquele velho (porém verdadeiro e muito sábio) ditado que diz: é errando que se aprende. Se não errar, nunca vai saber o certo. É bom errar. É precisoter coragem pra isso HAHAHAHAHAHHAH (:
Você escreve maravilhosamente bem
adorei.

juu . disse...

errar é direito e ter mmedo tb ;)
aaa ps: postei o segundo capitulo da história :*

.justlow disse...

Oi, ainda está em manutenção meu outro site , este de fotos saca , assim que ficar pronto te mando o link,sobre a tattoo valeu viu , faz sim se curtir !
bjs já estou a te seguir ;*

› daniela.avila ♥ disse...

coragem, saber de mais, medo..
tudo tem uma lição no final, é bom cometer erros e aprender com eles.

beijos telepata.

Catarina. disse...

Tuas palavras são doces, Mariana.
beijo, se cuida.

http://www.sem-polisipos.blogspot.com/

Carol Addams disse...

Muito bom o texto! Meus parabens!!!
Obrigado pelo comentario no meu!
Estou te seguindo também!
Beijos

Natália Corrêa disse...

Até na prosa tu poeta, menina!

ana lima. disse...

Que booom que tu gostou *-* Cabelo estilo Strokes, acho lindo hahah Já postei a segunda parte! Beijão e obrigada n_n

Fernanda disse...

Olá! Passando só pra agradecer o seu comentário,sabe que todas as vezes que leio comentarios assim a vontade de excluir o blog passa.obrigada mesmo=)

Daniela Filipini disse...

Sinto medo de me conhecer, pois posso estar, em poucos segundos, fugindo de tudo o que sou e tudo o que vivi!
Belo post! *-*

- maria elis disse...

às vezes sinto necessidade de saber menos do que eu sei ;~

gosto daqui (:

beijas mari ;*

Hosana Lemos disse...

"Eu o perco? Ora, então aberta a porta está. Saia logo e eu fico em paz, sem saber e nem errar."

eu também ficaria em paz se a mesma situação ocorre a mim...ficaria em paz, sem saber e nem errar!
;)


beijos

Olga disse...

meldews, amei! você escreve bem demais, sério. <3

FatoSempalavras. disse...

Mais uma vez volto aqui...
Olha, se vc decorar cada trecho lá, eu ñ ficaria chateado, juro...Ficaria lisonjeado.

Não seria nada diferente, pois eu tento entender cada sentimento seu, cada vírgula aqui posta, e não consigo, tens amor e afeto de mais para ser compreendida.

;)

Bjs

<3

Ariane Figueira disse...

Não vou ficar falando que ta lindo e talz, porque você sabe que sou apaixonada pelos seus textos mesmo *-*
às vezes o não saber do seu ser alivia todas as coisas, me endentifiquei com cada parte.

Thiago! disse...

:O Você escreve bem, até bem demais. Poxa, com certeza você tem um grande futuro como escritora *---*

Nara Sales disse...

Mariana, as citações são da Clarice Lispector.
Bjs

disse...

Eu sempre me afasto, tenho medo de saber. É que se eu souber que é diferente do que penso, fico triste.
Mas também fico triste por nunca saber. :S

É foda.

Hosana Lemos disse...

e que começe o jogo das palavras, que começo o encanto da poesia!
^^

beijos

Bê Matos disse...

Conheço bem esse "dois pra lá, dois pra cá"
tão simples, né :)

Thalita Souza disse...
Este comentário foi removido pelo autor.