domingo, 5 de julho de 2009

Restart.

E pelo medo de errar, somos obrigados a voltar ao inicio. Talvez por querer fazer o nosso melhor, ou apenas por buscar incansavelmente uma perfeição que não existe. E mesmo que exista, não está ao nosso alcance.
A perfeição perdeu-se em notas de guitarra. Aquelas notas que não foram bem executadas. Aquelas que, por um motivo que me foge ao conhecimento, chegaram provocanndo surpresa. Talvez esta também seja inimiga da perfeição, por que se prender só a pressa, afinal?
Começou a música. Sua introdução era bem agradável, pra falar a verdade. Pois bem, era apenas a introdução. Logo as notas complicadas começaram a surgir. Os erros não paravam, mas eu me recusei a dar 'pause', se o fizesse, perderia completamente o meu ritmo. - Mais um inimigo: o medo.
Minha respiração estava com uma dose extra de ansiedade, eu queria ver a pontuação. Com todas as falhas, não passaria de uns 93%. A música estava quase no final, quando, por impulso, meu dedo tocou o pause, apertou pra baixo: restart.
E quer saber de uma coisa? Voltei ao inicio, busquei sim a perfeição, não tendo sucesso. Mas pelo menos cheguei aos 96%. É, voltei ao inicio, fui contra o que eu mesma pregava. E fiz melhor.
mariana andrade*

2 comentários:

evelyn andrade disse...

guitar hero realmente é uma louca inspiração. haha

Marii~ Andradee disse...

e não é menine? A GENTE ABRIU REPTILIA UHUUL!