sábado, 23 de maio de 2009

Vírgulas,

Sabe, eu sempre me dei muito bem com um dos muitos sinaizinhos da gramática. Não, eu não estou falando do ponto, e sim da pequena que tanto me atrai: a vírgula.
É, eu sei que nesse momento eu pareço meio idiota, quero dizer, quem é a pessoa em sã consciência que se atrai por um sinal da gramática? Então pode ir parando por aí, até porque eu não demonstrei em momento algum ter completa sanidade. Desde já você pode ir se acostumando com meus comentários estranhos que, certamente, interromperão os mais belos textos, dando a eles um toque da minha tão amada realidade.
Enfim, quer saber por que eu simpatizo tanto com as vírgulas? É muito simples, elas não indicam o fim, apenas uma pausa. Não está entendendo? Então tente colocar-se em meu lugar. Eu penso que não existe realmente um final para aqueles que assim acreditam. As quedas não significam que você deve parar, e sim que você tem uma nova chance de fazer diferente, de fazer melhor. As vírgulas são como essas quedas que, não adianta fugir, sempre acontecem. Mas elas significam que, depois de uma breve parada, você estará pronto pra recomeçar.
As vírgulas são necessárias no Grande Livro. Afinal, não é bem verdade que depois delas sempre há uma explicação coerente para a frase anterior? Não são elas que sempre dão um jeito de reverter um erro, seja ele grande ou pequeno? Na realidade, o tamanho não importa, um erro não deixa de ser um erro, afinal. E as vírgulas, tão insignificantes em seu tamanho, não deixam a desejar no quesito ‘poder’. E é isso que mais me atrai nelas.

3 comentários:

Anônimo disse...

Maricota, não sei explicar exatamente o porquê (ou até sei:) ), mas lendo alguns de seus textos e compartilhando do seu lirismo, me lembrei de uma escritora gaúcha relativamente jovem que publicou alguns contos interessantes. Ela, como você, escreve bem.
Ah! o Nome dela é Carol Bensimon. Dá uma olhada em http://www.carolbensimon.com/

Beijos. Neto!

Marii~ Andradee disse...

uulha, o neto comentoou, que emoçãão! kk

evelyn andrade disse...

eu amo vírgulas, acho que já escrevi sobre elas também. devo ter perdido o texto. haha ;* te amo.