segunda-feira, 11 de julho de 2011

23:00




não vais ler isso no momento que eu gostaria, mas mesmo assim te escrevo. é que doeu alguma coisa aqui dentro.   e não sei porquê essa dorzinha aguda e gritante me fez lembrar de ti. não que tu sejas a causa dela. é mais a tua falta. a falta dos teus carinhos e do teu abraço morno, da tua boca ansiosa por encostar na minha, das tuas mãos passeando pelas minhas costas e cabelo, me trazendo pra perto não só do que há fora, mas também do lado de dentro. que toda essa saudade é de sentir perto o que tu levas por aí no teu interior. eu sinto falta de estar perto das tuas vontades, dos teus afetos, de tudo o que tu és. sinto falta de te sentir espalhando amor pelos corredores da casa e da alma, feito o perfume que sempre fica por aqui quando tu vais embora. aliás, acho que carrego aquele cheiro na lembrança, e o sinto novamente quando preciso de algo pra me fazer sorrir. é o melhor de todos, já te disse. talvez porque seja o teu. e, bom.. eu te amo. isso é claro, óbvio e não vejo possibilidade alguma de ser diferente. mas acho que eu gosto tanto de sentí-lo porque ele guarda tudo aquilo... tudo.. sabe? foi um belo ano - por sinal, ainda é tudo belo, a não ser por toda essa saudade - e a melhor lembrança dele és tu e o que tu trouxeste. um misto de alegrias palpáveis e de um sorriso invisível no peito, mas que se alguém arranjasse um jeito de enxergar perceberia que não existe mais radiante, mais sincero, mais esperançoso e cheio de coisas boas do que ele. é isso o que tu me trazes: essa fé da qual eu tenho precisado tanto. e não, não quero parar de sentir tudo isso. todo o tempo do mundo é pouco, meu bem, e eu continuo aqui. porque te ter vale todo o esforço. vale a pena. mas que ninguém me olhe e sinta pena. o que escorre dos meus olhos faz-se mar, e eu te espero pilotando esse barco de carinho e de saudade até te (re)encontrar.

6 comentários:

Luciana Brito disse...

Me identifiquei tanto com esse texto.
Saudade é uma coisa chata, não canso de dizer isso.

Texto lindo!
Beijo!

Emannu Serrão disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Emannu Serrão disse...

Eu não sei nem o que dizer depois de ler tudo isso, a não ser o óbvio.
Eu te amo mariana, e sempre vou estar aqui pra você.
Espero poder corresponder todo esse amor que tens me dado ao longo desse ano, você é a coisa mais preciosa pra mim, e espero te conservar com carinho, amor e cuidado pro resto da vida, assim como foi desde o principio.
Eu te quero hoje e sempre, amo você.

Priscila Rôde disse...

Ai Mari, o amor melhora tanto a gente, né? Tem coisa melhor não. Até a saudade fica boa de sentir! Ê lindeza! rs

Fofa!


Olha Mari, tem novidade lá no Mar! Dar uma olhadinha:

http://priscilarode.blogspot.com/2011/07/quer-publicar-sua-obra-no-blog-mar.html

Um beijo.

Márcia Amaral disse...

o amor sempre te deixa mais linda, e tudo que escreves fica tambem.

cássia vicentin disse...

awn, que lindo! adoro ler suas palavras sobre o amor.