domingo, 20 de fevereiro de 2011

12.



eu quero só passagem de ida
que a volta dói
bem lá no fundo
banhada por lágrimas de quereres

querer ficar
querer aquela outra rotina
cheia de sorrisos
não só meus
mas de todos os outros

porque essa coisa
de tentar estar perto
quando se está longe
deixa a gente fraco

eu quero mesmo
é chegar logo por lá
ouvir o som das melhores vozes
e descansar feliz
nos velhos e eternos abraços.

3 comentários:

Má Midlej disse...

Essa passagem de ida é, por si, uma passagem de volta, não é? x)~

absinthe disse...

mari, é incrível o teu dom, a facilidade com que escolhes as palavras mais simples e sempre, sempre, fazes-me chorar. tenho tanto orgulho de ti, saber que és alguém tão iluminado, esse ser humano maravilhoso... eu queria ser só metade do que tu és quando tinha tua idade. cresça com essa luz que tens dentro de ti e que emanas em simples versos, simples gestos, simplicidade de quem saber ser. eu te amo tanto que nem cabe e nem teria como caber em palavras, gestos ou qualquer outra coisa. eu só te amo.
vem logo!
beijocas.

Gislaine Fernandes disse...

Ow Mari eu quero uma passagem dessa pra mim!
Lindo!
beijos