quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Nos versos, tão estranhos versos.


Se a poesia é cortesia

então me diga uma verdade

por que continuar se preocupando

com essa tão cara liberdade?

Ela tem te consumido

e te deixado sem ar

talvez mais do que o sentimento

que tu defines como amar.

Eu amo quando olho o mar

e vejo as ondas se quebrarem

naquele silêncio profundo

misto de calma e ansiedade.

Sim, existe muita ansiedade

para o dia de amanhã

mas quando chega a claridade

meus olhos voltam pra esse chão.

Lembrando horror e alegria,

vivendo o som e a poesia.

Que nesses versos tão confusos

eu insisto em divulgar.



mariana andrade*

16 comentários:

Bea Noronha disse...

Ficou lindo! você é linda, beijos

Islla disse...

nossa que perfeito *-* muito lindooo!!!

Bê Matos disse...

Rima e faz sentido. :)
Seus textos fluem com tanta naturalidade, não parece ser trabalho nenhum fazê-los. hihi

E, meu, não entendi porque quase ninguém entendeu a minha tentativa de poesia. ): rs
beijos e risos. :*

Maiçá Chaves disse...

Eu posso falar agora que esse ai...ficou lindo Mari!
muito bom mesmo!
Ai, adoro tuas palavras no meu blog!
e aqui tmb!
bjus flor

Bia Magalhães disse...

Poeta nata vc em?!
Muito bom mesmo...não tenho nem palavras...rsrsrsrs
Adorei...[não consigo explicar]
;**

Larissa disse...

Suas rimas são perfeitas *-* Já pensou em fazer um livro de poesias? ;p
Beijos.

gii manucelli disse...

liindiio o post, lindio o blog, lindiio tudo por aqui, hihih :B

beeijos ;*

Márcia Amaral disse...

hntá, diz rima agora, BUAFHAU

evelyn andrade disse...

pois eu tenho uma reclamação. posso não ser pop e ler o blog de todo mundo, posso não tem 80 seguidores como você, posso não ter facebook, não gosto de divulgar meu blog, sou praticamente uma antissocial de internet, é verdade. mas sempre venho aqui ler as coisas bonitas que escrevo e fico pensando 'ela não vai no meu só porque não sou mais uma empolgada buscando por selinhos (?) e seguidores e outras frescuras'. o que a gente escreve vem da alma, e a gente escreve pra gente, não pros outros dizerem 'oi, você é linda, passa no meu'. é por isso que não preciso me divulgar e fazer sucesso. fico tão feliz, mari, por saber que pessoas gostam do teu blog e aqui comentam, mas saiba que metade delas daqui a 5 anos não lembrarão nem teu nome. mas eu estarei aqui. e gosto da ideia de comentares no meu, porque isso prova que passaste por lá... preocupa-me tua distância de mim, até virtual. eu te amo. beijos.

evelyn andrade disse...

que escreves*

Sαbrinα disse...

Tu escreves muito beeem *---*
choqueei *-*


:*

Mariana Andrade. disse...

pra evelyn: na verdade, eu sempre vou no teu blog e leio os textos enormes, mas nao comento pq nunca sei o que comentar '-'

obrigada pelos comentários, bjos ;*

› daniela.avila ♥ ~ disse...

aaaaaah meu Deus, minha telepata cada dia mais perfeita né;
poisé amor,TALVEZ não tenho certeza de nada. mais tomara que não né;
não consigo largar meu blog cara, já chorei tanto enfim.
SDUIHSIUADH, pode deixar que eu vou dar mts agarroes no meu fê haha :9

beijo enorme minha telepata <3

jadeamorim.com disse...

Pra que se sufocar não acha não? Muito lindo o poema! Amei o blog, estou seguindo!


Beeijos!

meus instantes e momentos disse...

muito bom. Lindo post.
Gostei daqui.
Tenha um lindo final de semana.
Maurizio

Mariana Andrade. disse...

obrigada(:
bjos ;*